Publicado em Deixe um comentário

PM/TO tem comissão formada para 30 vagas de Oficiais

Exclusivo: desconto de até 40% em Livros de Direito ou para Concursos Públicos

Um novo concurso público para a Polícia Militar de Tocantins deve acontecer em breve. Isso porque o Governador do estado, Mauro Carlesse, autorizou nesta sexta-feira, 15 de janeiro, o início dos trabalhos para a seleção com 30 vagas para o Curso de Formação de Oficiais da PM TO.

A comissão deste concurso, designada pela Portaria nº 001/2021-QCG, é composta por cinco policiais militares. O grupo será presidido pelo Chefe do Estado Maior da PMTO, coronel Márcio Antônio Barbosa de Mendonça.

Durante anúncio, o governador ressaltou que o certame para novos Oficiais é uma grande necessidade da PM TO e que esta será uma ótima oportunidade para que as pessoas possam ingressar em uma excelente carreira do serviço público.

“Temos feito uma gestão com planejamento, responsabilidade e eficiência para recuperar as finanças do nosso Estado e melhorar a vida do povo tocantinense. E isso nos possibilita agora a dar um suporte maior para a nossa honrosa Polícia Militar, que tanto prezo, fazendo com que ela siga sendo a melhor Polícia do Brasil.

O concurso para a formação de novos oficiais é uma necessidade que a instituição tem e é uma grande oportunidade para as pessoas ingressarem em uma excelente carreira dentro do serviço público”.

O comandante geral da PMTO, coronel Jaizon Veras Barbosa, também falou sobre a importância da realização do certame para atender as necessidades da segurança pública estadual.

“Este é mais um concurso muito esperado para a população tocantinense no que tange à segurança pública a fim de melhorar o policiamento em todo o estado com o emprego de mais policiais nas ruas, bem como na oportunidade de vagas para um cargo público numa corporação de reputação honrosa e de conduta ilibada.

Sabemos que centenas de pessoas  sonham em ser policial militar e irão se candidatar às vagas”.

Já o presidente da comissão frisou que o grupo está empenhado “em atuar com moralidade, transparência,  segurança, além de celeridade para que o concurso não sofra entraves no processo e que o mais breve possível seja disponibilizado o edital do certame”.

Fonte: Estratégia Concursos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *