Publicado em Deixe um comentário

O que faz um Agente de Pesquisas e Mapeamento do IBGE?

Exclusivo: desconto de até 40% em Livros de Direito ou para Concursos Públicos

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística está com mais um processo seletivo simplificado em andamento. São ofertadas, no total, 6.500 vagas para funções de níveis médio e superior, dentre as quais o cargo com mais oportunidades é o de Agente de Pesquisas e Mapeamento do IBGE.

Para este, foram reservadas 5.623 vagas. Os interessados em se candidatar devem realizar as inscrições até o dia 26 de março, através do site do Cebraspe, além de efetuar o pagamento da taxa no valor de R$ 33,98.

Quando nos interessamos por algum cargo público, alguns detalhes básicos são levados em consideração na hora de escolher se devemos participar ou não da seleção. Entre os principais estão o salário, as vagas ofertadas e também as atividades designadas ao profissional.

Portanto, a fim de te ajudar a decidir se esse cargo é compatível com o seu perfil e com aquilo que você espera, nesse artigo falaremos um pouco sobre as atribuições de Agente de Pesquisas e Mapeamento do IBGE. Confira abaixo!

Afinal, o que faz um Agente de Pesquisas e Mapeamento do IBGE?

De acordo com o edital, as atribuições da função de Agente de Pesquisas e Mapeamento do IBGE são as seguintes:

  • visitar domicílios e estabelecimentos de qualquer natureza, tais como comerciais, industriais, agropecuários, de serviços e órgãos públicos, em locais selecionados de acordo com o tema a ser pesquisado, para a coleta de dados visando à realização de pesquisas de natureza estatística;
  • realizar e(ou) agendar entrevistas presenciais ou por telefone, registrando os dados em questionários impressos ou em meio eletrônico, de acordo com as instruções recebidas e dentro do prazo pré-estabelecido;
  • entregar e(ou) transmitir ao seu superior os questionários preenchidos ou enviados por meio eletrônico os dados coletados, de acordo com as instruções recebidas e segundo normas técnicas;
  • dar suporte à realização e(ou) à atualização dos levantamentos geográficos que estruturam a execução das pesquisas de natureza estatística, identificando, quando necessário, as alterações da divisão político-administrativa;
  • coletar feições cartográficas ou temáticas do território, próprios dos levantamentos geográficos necessários à realização das pesquisas de natureza estatística, utilizando processos analógicos ou digitais disponibilizados;
  • coletar nomes geográficos e elementos afins necessários aos levantamentos cartográficos necessários à realização das pesquisas de natureza estatística;
  • preparar em gabinete ou em campo insumos para a realização de coleta de dados e de imagens de satélites e fotografias aéreas para as atividades de coleta;
  • dar suporte à coleta de coordenadas geográficas próprias dos levantamentos cartográficos e geodésicos necessários à realização das pesquisas de natureza estatística;
  • transferir ou transcrever os limites definidores dos setores rurais e urbanos para o mapeamento censitário e de um documento cartográfico para outro, a partir de suas coordenadas/posicionamento, quando necessário à realização das pesquisas de natureza estatística;
  • converter para meio digital as informações de formulários de dados referentes a cadastros específicos, quando necessário à realização das pesquisas de natureza estatística;
  • operar equipamentos/aplicativos/sistemas de informática necessários à realização das pesquisas de natureza estatística, bem como dos levantamentos geográficos que as estruturam;
  • participar de treinamentos específicos, ministrados por técnicos do IBGE e(ou) por Supervisores de Coleta e Qualidade, objetivando a capacitação para o desenvolvimento de pesquisas de natureza estatística, bem como dos levantamentos geográficos;
  • elaborar relatórios, quando solicitado, contendo tabelas e gráficos, de modo a apoiar as pesquisas de natureza estatística, e levantamentos geográficos que as estruturam; assumir a responsabilidade pela segurança e uso de equipamentos eletrônicos (computador de mão, GPS, bateria, carregador, memória, etc.) de sua área de trabalho, de acordo com o art. 11 da Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993, podendo, em alguns casos, ser responsabilizado civilmente conforme previsto no Código Civil;
  • realizar levantamento completo dos endereços da sua área de trabalho indicada por superior hierárquico;
  • coletar informações sobre as características urbanísticas da área indicada por superior hierárquico;
  • conduzir as viaturas do IBGE e os veículos locados a serviço do IBGE, nas atividades em campo, caso possua habilitação e esteja em condições de dirigir;
  • seguir as medidas protocolares de prevenção e proteção à saúde determinadas pelo IBGE;
  • utilizar os equipamentos de proteção individual (EPIs) distribuídos pelo IBGE e executar outras tarefas correlatas que lhe forem atribuídas por seus superiores hierárquicos.

E quais as exigências para o desempenho das atribuições de Agente de Pesquisas e Mapeamento do IBGE?

Já as exigências para o desempenho das atribuições da função de Agente de Pesquisas e Mapeamento do IBGE são:

  1. capacidade auditiva e de comunicação verbal para realizar entrevistas e coletar dados;
  2. acuidade visual para leitura e preenchimento dos questionários e formulários impressos e(ou) em meio eletrônico;
  3. acuidade visual para interpretar mapas e croquis de setores de pesquisas e identificar no campo os pontos que constituem os limites dos setores;
  4. capacidade de locomoção para execução de trabalhos de campo, nas zonas urbana e rural, em áreas de terreno íngreme, localidades de difícil acesso e áreas de ocupação irregular, bem como para acesso em prédios e residências com escadarias e sem rampas de acesso ou elevadores;
  5. capacidade motora para manusear os equipamentos coletores de dados durante a realização de entrevista, que pode ocorrer em condições precárias (na rua, na porta do domicílio, no corredor, etc.) e preencher os questionários e formulários, registrando números, palavras e marcas, com a precisão exigida nos documentos; e
  6. agilidade para cumprir as tarefas determinadas, nos prazos exigidos nos cronogramas das pesquisas de natureza estatística, bem como nos cronogramas dos levantamentos geográficos que as estruturam, e de acordo com o padrão de qualidade requerido.

Fonte: Estratégia Concursos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *