Publicado em Deixe um comentário

É causa interruptiva do prazo prescricional a prisão do agente por motivo que não seja a sentença transitada em julgado

Exclusivo: desconto de até 40% em Livros de Direito ou para Concursos Públicos

ERRADO

Por disposição expressa do art. 116, parágrafo único, do CP, transitada em julgado a sentença condenatória, a prescrição não corre durante o tempo em que o condenado está preso por outro motivo. Trata-se de causa suspensiva do prazo, não interruptiva. É conditio sine qua non ao cômputo prescricional que o condenado possa ser preso para o cumprimento da sentença já transitada em julgado. Se o agente já está preso em decorrência de outros processos ou incidentes, não corre a prescrição.

Fonte: Meu Site Jurídico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *